Trabalhadores da GM em lay-off devido a sismo no Japão

A General Motors (GM) interrompeu parte da sua produção na sua fábrica de motores de Buffalo, Estados Unidos, por causa de um corte de fornecimento de componentes vindos do Japão, refere a empresa, citada pela AP.

A GM também dispensou temporariamente 59 dos 623 trabalhadores da sua unidade de produção de motores de Tonawanda Plant e também da fábrica em Shreveport, no Louisiana, que está fechada esta semana por causa de uma escassez de peças que são importadas do Japão.

Segundo a empresa, a GM não sabe quando a produção será retomada em Buffalo, Nova York, sendo que os seus trabalhadores estão a receber os seus salários enquanto estão em 'lay-off'.

Até agora, a GM é a única construtora automóvel norte-americana a ser afectada pela escassez de peças provenientes do Japão. A Ford e a Chrysler dizem que não diminuíram a produção, mas continuam em situação de vigilância.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG