Taxa de desemprego em Espanha desce para 26,26%

A taxa de desemprego em Espanha desceu para 26,26% da população ativa no segundo trimestre, menos 0,9 pontos percentuais do que o valor do primeiro trimestre, anunciou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE) espanhol.

Em termos absolutos, o número de desempregados baixou em 225.200 pessoas no segundo trimestre para um total de 5.977.500 pessoas.

Comparando a evolução do desemprego deste trimestre com a do mesmo período dos últimos cinco anos anteriores, esta descida foi a maior registada desde 2008, segundo o INE espanhol.

Segundo a Sondagem de População Ativa (EPA) publicada pelo INE, entre abril e junho, o número de empregados aumentou 149.000 pessoas para 16.783.800, passando a taxa de emprego para 59,54%.

Em relação ao desemprego de pessoas com menos de 25 anos, o INE espanhol indica que este diminuiu ligeiramente no segundo trimestre.

A taxa de desemprego de pessoas com menos de 25 anos desceu para 56,14% no segundo trimestre, menos 1,08 pontos percentuais que a verificada nos primeiros três meses do ano.

Este decréscimo é um pouco superior à descida da taxa de desemprego geral, de 0,9 pontos percentuais.

Em termos absolutos, o número de desempregados jovens desceu para 933.300 no segundo trimestre deste ano.

Segundo a EPA, a maioria dos jovens desempregados está no grupo etário entre os 20 e os 24 anos (729.400), enquanto os menos atingidos são os que têm entre 16 e 19 anos (203.900).

A taxa de desemprego dos jovens do sexo masculino desceu para 56,30% no segundo trimestre, depois de se ter cifrado em 59,21% no primeiro trimestre, uma descida mais significativa do que a das jovens mulheres, que desceu de 54,96% para 55,95% no mesmo período.

Em termos absolutos, o desemprego do grupo com menos de 25 anos atingia no segundo trimestre 505.600 jovens do sexo masculino e 427.800 jovens do sexo feminino.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG