TAP admite subir preços se petróleo continuar a aumentar

A TAP poderá aumentar o preço dos bilhetes se o petróleo se mantiver em valores elevados, admitiu hoje, quart-afeira, o administrador executivo da companhia aérea, Luiz Mór.

"Mantendo-se os níveis elevados a que está o combustível, a única saída é passar isso para o preço", afirmou o responsável aos jornalistas, à margem de uma conferência de imprensa em que foram apresentados um balanço da actividade comercial da TAP em 2010 e os obcjetivos para este ano.

O administrador executivo disse que, para já, "o mercado ainda não está a absorver o aumento do preço" do petróleo, mas admitiu que "essa é uma possibilidade". O responsável disse que a empresa está a fazer "um esforço muito grande de redução de custos" e que tem de fazer uma gestão de frota "muito rigorosa", não podendo voar com taxas de ocupação baixas.

Luiz Mór disse que é "sempre possível" cortar rotas ou frequências, recordando que a companhia já fez isso no passado.

"Já fizemos isso em 2008, foi pontual, cortámos alguns voos que estavam com 'load factor' [taxas de ocupação] baixo. Depois, em 2009, fizemos isso de forma estruturada. Em 2010 o tráfego foi bom e não precisámos de fazer isso", lembrou, afirmando esperar que não seja necessário tomar essa opção este ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG