Stock da Cunha ouvido no Parlamento a 10 de fevereiro

Presidente do Novo Banco vai estar em audição na comissão de inquérito ao BES. José Honório e Moreira Rato, ex-administradores, vão ser ouvidos, respetivamente, a 29 de janeiro e 4 de fevereiro.

O presidente do Novo Banco, Eduardo Stock da Cunha, vai ser ouvido na comissão parlamentar de inquérito à gestão do Banco Espírito Santo (BES) e do Grupo Espírito Santo (GES) a 10 de fevereiro.

De acordo com a nova lista audições já confirmadas ao DN, também os ex-administradores da entidade que surgiu após a resolução do BES José Honório e João Moreira Rato vão estar presentes no Parlamento, respetivamente, a 29 de janeiro e 4 de fevereiro.

No dia seguinte, será a vez de Luís Máximo dos Santos, presidente do banco mau, que assumiu os ativos tóxicos do BES, prestar esclarecimentos aos deputados.

Ainda em janeiro, novas audições em agenda: no dia 22 será ouvida Inês Viegas, responsável da auditora KPMG, a 27 terá a palavra o ex-presidente do BES Angola (BESA) Rui Guerra, e nesse mesmo dia também estará em audição Helder José Bataglia dos Santos, presidente da ESCOM.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG