Standard & Poor's volta a cortar o 'rating' de Portugal

(Actualizada) A Standard & Poor's cortou hoje o 'rating' de Portugal em um nível, tanto na dívida de longo prazo como no curto prazo, ficando a nota de Portugal a um nível de ser considerada 'lixo' ('junk').

O corte aplicado à avaliação de Portugal, de BBB/A-2 para BBB-/A-3, surge menos de uma semana após um corte em dois níveis do 'rating' da dívida nacional (a 24 de Abril), que retirou Portugal da escala A (que tem sete níveis) para colocar o 'rating' em BBB, a dois níveis de sair da chamada escala de investimento, ou de começar a ser considera 'junk'.

A agência já havia alertado esta segunda-feira que poderia voltar a cortar o 'rating' de Portugal ainda esta semana, na mesma nota em que anunciava um corte no 'rating' dos cinco bancos portugueses avaliados.

A Standard & Poor's justifica este novo corte com as decisões do Conselho Europeu relativas ao mecanismo de resgate europeu que entrará em funcionamento em 2013, para substituir o actual fundo de resgate.

Segundo a agência, as condições impostas aos Estados para que possam pedir empréstimos ao mecanismo confirmam as expectativas da agência de que "a reestruturação da dívida soberana é um potencial pré-requisito para se pedir empréstimos do ESM e que a dívida soberana sénior [detida por investidores privados] será subordinada aos empréstimos do mecanismo".

A agência considera que estas características prejudicam os credores comerciais de dívida soberana e que representam um completo afastamento do actual mecanismo de resgate, o European Financial Stability Facility (EFSF).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG