Soares dos Santos: política de salários baixos é errada

O presidente da Jerónimo Martins, Soares dos Santos, defendeu hoje que o custo do trabalho não é um problema em Portugal, considerando mesmo "errada" uma política de salários baixos, mas defendeu uma maior flexibilização dos despedimentos.

"O problema de Portugal não é o custo do trabalho mas um problema de produtividade, no dia em que a produtividade aumentar baixam os custos do trabalho", disse hoje Alexandre Soares dos Santos, à margem de uma entrega de prémios organizada pela revista Exame.

O empresário disse ainda que a contribuir para a baixa de produtividade está também o absentismo dos trabalhadores.

Para contrariar a baixa produtividade, o dono do Pingo Doce considerou que uma "política de salários baixos é errada" porque "não convence ninguém a trabalhar mais e faltar menos".

Quanto ao recuo do Governo nos 30 minutos de trabalho suplementar por dia ao setor privado, Soares dos Santos disse que essa medida só ia "complicar a vida das empresas", em especial nos setores da indústria e da distribuição, e afirmou ser " mais apologista" de uma flexibilização das leis laborais.

"A lei que protege as pessoas que não fazem nada tem de acabar", afirmou Soares dos Santos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG