Regularização de emigrantes ilegais aumentava PIB em 1,27%

A regularização de cerca de 8,3 milhões de trabalhadores ilegais que fazem parte da população activa dos Estados Unidos provocaria um aumentou do produto interno bruto (PIB) de 1,27 por cento, refere um estudo publicado quinta-feira.

"Para os lares norte-americanos, a regularização, ou seja, a atribuição de vistos (aos trabalhadores clandestinos) significaria um aumento de 1,27 por cento do PIB, 180 mil milhões de dólares", indica um estudo publicado pelo instituto conservador Cato.

A maioria dos 12 milhões de emigrantes ilegais que vivem nos Estados Unidos são oriundos da América Latina e, entre eles, 8,3 milhões fazem parte da população activa.

Em 2008, nove em cada dez detidos pelos serviços do Departamento norte-americano de Segurança Interna eram mexicanos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG