Qatar Airways pode adquirir 40 por cento da TAP

A TAP esclareceu ontem, sexta-feira, que o Estado "ainda não abriu o processo" de privatização da empresa, considerando, no entanto, que "se já há candidatos, isso é uma boa notícia".

A transportadora aérea portuguesa reagia a uma notícia da SIC Notícias, segundo a qual o Governo português e as autoridades do Qatar estão em conversações para a aquisição de 40 por cento do capital da TAP pela Qatar Airways.

Em declarações à agência Lusa, o porta-voz da TAP, António Monteiro, disse que o accionista "ainda não abriu o processo" da compra de parte do capital da empresa, ressalvando que "se há interessados, isso é a confirmação da existência de condições para a privatização este ano, consoante o presidente da TAP tem vindo a afirmar".

Contactado pela Lusa, o Ministério das Obras Públicas e Transportes não quis prestar qualquer comentário.

O primeiro-ministro, José Sócrates, esteve este fim-de-semana no Qatar com o objectivo de incentivar as exportações e a internacionalização das empresas portuguesas.

Na visita, José Sócrates esteve acompanhado pelos ministros Teixeira dos Santos (Finanças), Vieira da Silva (Economia), Luís Amado (Negócios Estrangeiros) e António Mendonça (Obras Públicas e Transportes).

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG