Produção de Nestum e Cerelac em risco

A paralisação dos camionistas pode obrigar a multinacional Nestlé a suspender a produção na fábrica de Avenca, em Estarreja, que fabrica Cerelac e Nestum, afirmou hoje o administrador da empresa em Portugal.

"Se a paralisação não se resolver nas próximas 24 horas estamos em risco de ter de parar a produção em Avenca por falta de paletes", uma fábrica que produz 32 mil toneladas por ano, afirmou hoje António Reffóios, administrador-delegado da Nestlé Portugal, num encontro com jornalistas.

Na segunda-feira apenas oito dos 40 camiões da multinacional conseguiram fazer o transporte previsto.

"Estamos a pedir a escolta da GNR", afirmou António Reffóios, durante a apresentação dos resultados de 2010 da multinacional.

A unidade da Nestlé em Estarreja fabrica cereais de pequeno-almoço e farinhas lácteas como a Cerelac e a Nestum.

As transportadores reunem-se esta tarde com o Governo para discutir novamente as propostas que têm estado em negociação e que são o motivo da paralisação dos camionistas desde as 00.00 de segunda-feira.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG