Prestação da casa vai descer ligeiramente em setembro

A prestação da casa vai descer ligeiramente em setembro para as famílias com créditos indexados à Euribor a seis meses, mas vai subir nos empréstimos indexados à taxa a três meses, segundo os cálculos da Deco/Dinheiro&Direitos.

As famílias com um empréstimo à habitação no valor de 150 mil euros a 30 anos indexado à Euribor a seis meses e um 'spread' (margem de lucro do banco) de 1% passam a pagar 506,38 euros em setembro, um valor menor do que o da última revisão, em março.

O encargo será apenas 1,43 euros mais baixo do que a prestação paga no mês de março, data da última revisão.

Já para os créditos com valor, prazo e 'spread' iguais, mas indexados à Euribor a três meses, a prestação paga em setembro passa para os 498,19 euros, ou seja, mais 1,76 euros do que na última revisão, em junho.

Em agosto, a média da taxa Euribor a seis meses foi de 0,342%, ao passo que a média da taxa a três meses foi de 0,228%.

A prestação da casa é calculada na altura da contratação do crédito e, posteriormente, revista de acordo com o prazo do indexante (a cada três ou seis meses no caso).

As taxas Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de bancos está disposto a emprestar dinheiro a outros no mercado interbancário.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG