Portugal=38,7%, Zona Euro=22,6%

A taxa de desemprego nos jovens portugueses entre os 15 e os 24 anos foi de 38,7% em 2012, um número superior à média dos 17 países da Zona Euro, que é de 22,6%.

As mulheres são mais afetadas do que os homens: 41,7% das mulheres entre os 15 e os 29 anos estão sem trabalho, entre os homens a taxa é de 36%.

"A crise do desemprego jovem nas economias desenvolvidas reflete-se também em mais longos períodos de procura de trabalho e pior qualidade de trabalho", adverte o relatório no capítulo dedicado às tendências para os próximos anos nos países da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico), de que Portugal faz parte. Um terço destes jovens está sem trabalho, e à procura, há mais de seis meses.

Os dados reunidos e trabalhados pela OIT no relatório "Tendências Globais de Emprego Jovem: Uma Geração em Risco" mostram ainda que tem crescido o número de pessoas que trabalham em part-time em Portugal, estando hoje nos 15%. Entre 2000 e 2011 também cresceu o trabalho temporário, atingindo 57,2% dos jovens que estão no mercado de trabalho.

Os números portugueses seguem a tendência europeia: 25% trabalhavam em part-time em 2011, 40,5% tinham vínculos temporários de trabalho. "Uma parte significativa do aumento é involuntária e não uma escolha", sublinham os especialistas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG