Portugal coloca no verão primeira torre eólica flutuante

A costa portuguesa vai ter no verão, pela primeira vez, uma torre eólica flutuante, disse hoje, terça-feira, no Porto, o secretário de Estado da Energia e Inovação, Carlos Zorrinho.

"Este verão teremos a primeira torre eólica flutuante no mar e a seguir vamos abrir concurso para colocação de mais torres", referiu Carlos Zorrinho, à margem do seminário "O Sector das Energias Renováveis em Portugal e França: Oportunidades e Parcerias", organizado pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa. O governante sublinhou que a costa portuguesa tem um "grande potencial" energético, com muito sol e muito vento, mas o mar é muito profundo e turbulento.

"O mar português é de maior profundidade, pelo que tem de ser uma tecnologia diferente daquela que existe. Vamos investir para sermos pioneiros no desenvolvimento dessa tecnologia", afirmou. Carlos Zorrinho referiu que Portugal está a dar passos no "offshore", mas "ainda não fez tudo o que tinha a fazer no 'inshore'", pelo que vai continuar a ser aumentada a capacidade de produção de energia eólica em terra. O secretário de Estado considerou "muito importante" a cooperação entre Portugal e França nas energias renováveis, nomeadamente na produção de energia fotovoltaica e nos veículos elétricos.

"Portugal fez as escolhas certas. É um líder nas energias renováveis, mas somos um mercado pequeno, pelo que precisamos de bons parceiros. Juntos, Portugal e França, podemos procurar mercados muito importantes", realçou. Carlos Zorrinho salientou que "Portugal e França são aliados desde a primeira hora na mobilidade elétrica", tendo dado passos importantes na consolidação de um "standard dos veículos elétricos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG