Portos portugueses crescem mais do que os espanhóis

O ministro das Obras Públicas, Mário Lino, disse hoje que os portos portugueses têm crescido mais do que os seus congéneres em Espanha, mesmo durante esta época de crise.

Durante uma visita à obra de ligação ferroviária ao porto de Aveiro, Mário Lino sublinhou que os portos nacionais têm conseguido captar tráfego que antes ía para os portos espanhóis.

"É uma luta difícil, mas temos que a fazer e temos condições para a ganhar", adiantou o ministro, realçando os investimentos que o Governo tem vindo a fazer nos portos nacionais em acção comercial e modernização da actividade portuária.

Quanto ao porto de Aveiro, Mário Lino assegurou que se trata de "um dos portos portugueses mais importantes e com boas condições naturais para se desenvolver".

O governante adiantou ainda que a ligação ferroviária ao porto de Aveiro, que deve ficar concluída até ao final do ano, vai permitir "um escoamento mais fácil e competitivo das mercadorias".

Com os investimentos que estão a decorrer e, segundo estimativa da administração do Porto de Aveiro, o volume de mercadorias movimentadas neste porto deverá passar de 3,5 milhões de toneladas/ano para cinco milhões de toneladas/ano, nos próximos cinco anos.

A obra de ligação ferroviária ao porto de Aveiro começou em 2007 e envolve um investimento total de 85 milhões de euros (73 milhões para o ramal de ligação da Linha do Norte ao porto de Aveiro e 12 milhões para a Plataforma Multimodal de Cacia).

A primeira fase da obra, que prevê a construção da plataforma ferroviaria entre a Plataforma Multimodal de Cacia e a Ponte da Gafanha, deve terminar em meados de Outubro.

A segunda fase (construção da plataforma entre a ponte da Gafanha e o porto de Aveiro e construção da via de cintura portuária) e a terceira fase (instalação da via férrea) devem ficar concluídas em finais de Dezembro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG