'Patrão' da Apple com corte de 99% no salário

O sucessor de Steve Jobs nos comandos da Apple vai receber este ano o equivalente a 1% do que ganhou o ano passado: Tim Cook levou 'para casa' 1,4 milhões de dólares (1,05Meuro) em salários mais 2,8 milhões (2,11Meuro) em bónus (menos impostos...)

Os valores surgem num documento oficial da Apple, que a empresa tecnológica norte-americana é obrigada a publicar por estar cotada em bolsa.

Segundo a BBC, em 2011 Tim Cook recebeu 378 milhões de dólares (285,7Meuro) da Apple, pelo que os 3,2 milhões deste ano representam um corte colossal no seu rendimento.

O valor do ano anterior foi obtido pelo facto de Cook ter recebido um bónus de 370 milhões (em ações da empresa) quando assumiu o lugar de Steve Jobs como presidente executivo (CEO) da Apple.

Jobs tinha, oficialmente, um ordenado de 1 dólar na empresa que co-fundou.

Este ano, segundo comunicado da Apple citado pela BBC, o CEO da empresa mais valiosa do mundo não irá receber quaisquer ações. O bónus a que teve direito - 200% do salário - é justificado pela companhia por esta ter ultrapassado os objetivos, com um crescimento de 61% nos lucros (que chegaram aos 41,7 mil milhões de dólares - 31,5Meuro).

O mesmo comunicado afirma que "a compensação monetária de Cook é significativamente inferior à média dos CEO de empresas semelhantes".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG