Passos desafina de Portas sobre obrigações europeias

Após a reunião que teve ontem com a chanceler alemã, Angela Merkel, primeiro-ministro assumiu que 'eurobonds' não são solução. Já Paulo Portas defendeu, há uma semana, que era uma ideia interessante.

Passos Coelho diz que este não é o instrumento que salvará o euro. O ministro dos Negócios Estrangeiros aponta o caminho inverso: é uma fórmula que "pode ajudar a resolver a crise", disse Portas.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG