Mota-Engil quer FCC fora do TGV

O consórcio liderado pela Mota-Engil vai "contestar" o relatório preliminar do júri do concurso para o troço de alta velocidade Lisboa-Poceirão, que classificou em primeiro lugar o agrupamento da espanhola FCC. E pede a exclusão do agrupamento Tave Tejo, do grupo espanhol

"Vamos contestar" o relatório do júri do concurso, disse à Lusa o presidente da Mota-Engil Engenharia, Arnaldo Figueiredo, escusando-se a avançar os argumentos que o consórcio vai utilizar.

Exclusivos