Moody's revê em baixa rating da EDP, REN e ANA

A agência de notação financeira Moody's baixou o 'rating' da EDP, REN e ANA dois dias depois de ter revisto em baixa a classificação da República Portuguesa.

Num comunicado enviado ao regulador do mercado, a EDP anuncia a revisão em baixa do 'rating' de A3 para Baa1, com 'outlook' estável, salientando que segue "a revisão em baixa da notação de 'rating' da República Portuguesa para "A3" com 'outlook' negativo de A1 (com revisão para possível baixa do rating)".

A EDP acrescenta que a revisão reflecte a decisão da Moody's em avaliar a empresa com base na sua qualidade de crédito individual, retirando-lhe o benefício de um nível que o 'rating' da EDP incorporava e que reflectia a possibilidade de um apoio extraordinário da República Portuguesa.

O site da Moody's informa que a revisão em baixa do 'rating' da ANA (empresa que gere os aeroportos portugueses) de A2 para A3, com Outlook estável, reflecte também a exposição da empresa aos mercados domésticos e um perfil de liquidez modesto que está dependente do acesso ao financiamento bancário, entre outros factores.

A descida do 'rating' da REN (empresa que gere a rede eléctrica), que baixou de A3 para Baa1 e tem um 'outlook' negativo está relacionado com os factores anteriormente apontados, mas também com com a possibilidade do Estado português reduzir a sua participação na eléctrica nacional avançandos com mais privatizações.