Ministério do Ambiente trava aumentos na EPAL

O ministério do Ambiente informa que "deu indicações" à administração da empresa pública para suspender os aumentos salariais aprovados em Dezembro de 2010.

"A tutela deu indicações ao presidente do conselho de administração da EPAL para que a medida seja revertida. A justiça e equidade no esforço do país para a consolidação das contas públicas não são compatíveis com uma medida desta natureza", refere uma nota do ministério governado por Dulce Pássaro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG