Milhares da marcha contra o empobrecimento em Lisboa

A CGPT-IN reuniu hoje alguns milhares de manifestantes em Lisboa, dia em que termina a 'Marcha Contra o Empobrecimento', um protesto contra as políticas de austeridade do Governo.

Entre as palavras de ordem dos manifestantes estão "desemprego em Portugal é vergonha nacional", "trabalho sim, desemprego não", "é só cortar e roubar quem vive a trabalhar", "é preciso, é urgente correr com esta gente".

Os manifestantes estão reunidos na Praça Luís de Camões e preparam-se para fazer a marcha final para a Assembleia da República onde o líder da Intersindical, Arménio Carlos, fará a sua intervenção.

As concentrações dos manifestantes iniciaram-se hoje ao início da tarde no Cais do Sodré e no Príncipe Real e confluíram para a Praça Luís de Camões.

Pelo meio, haverá uma intervenção de Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP, que lidera uma delegação composta por Francisco Lopes e Jorge Cordeiro.

A CGPT-IN pretende voltar a apresentar as suas medidas alternativas às políticas do Governo, propondo, por exemplo, uma "revisão fiscal que ponha o capital a pagar mais" e uma "redução dos preços da energia".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG