Mello pode subir oferta para comprar ES Saúde

A José de Mello Saúde quer ir a jogo, mas precisa de que a CMVM dê tempo para que a Autoridade da Concorrência dê um primeiro parecer

A José de Mello Saúde deverá subir a oferta pela gestora de hospitais liderada por Isabel Vaz. "Perante novas circunstâncias, obviamente que teremos de olhar para essas novas circunstâncias e atuar de forma adequada", admitira já Salvador de Mello, presidente da JMS, sobre a possibilidade de rever o preço caso a Ángeles reagisse. O que aconteceu na sexta-feira, com os mexicanos a subir para 4,5 euros o preço por ação - acima dos 4,4 oferecidos pela José de Melo Saúde no dia 11. O grupo português tem até à próxima sexta para entregar a nova oferta.

Leia mais na edição impressa e no e-paper do DN.