Matosinhos já refina petróleo extraído no Brasil

A Galp Energia realizou, no passado fim de semana, no Porto de Leixões a primeira descarga de petróleo produzido no Brasil, num total de 138 mil toneladas para a refinaria de Matosinhos, informou hoje a empresa.

A descarga foi a primeira com destino à Europa vinda do Brasil, onde a Galp Energia, através da Petrogal Brasil detém 10 por cento de um consórcio que explora um dos blocos do campo Lula, que tem uma produção total de 91 milhões de barris de petróleo por dia, segundo comunicado da Galp.

As 138 mil toneladas, equivalentes a sete mil camiões de crude, "foram descarregadas através da monobóia, uma instalação 'offshore' para descarga de navios de elevada capacidade em alto mar, e destinam-se ao abastecimento das refinarias da Galp Energia".

A Galp lembrou que a bacia de Santos constitui uma "das mais ricas bacias petrolíferas da atualidade", tendo o consórcio composto também pela Petrobrás e pela BG Group anunciado a exploração do bloco em causa em 2007.

"Na área da refinação, os investimentos realizados na modernização do aparelho refinador vieram permitir tratar um maior número de crudes, nomeadamente crudes com maior viscosidade, como o que agora chega do Brasil", explicou a empresa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG