Sindicato dos pilotos inflexível. Greve vai mesmo avançar

TAP. Sem reuniões marcadas para uma última tentativa de acordo, a paralisação que afetará 300 mil passageiros será para cumprir. Pilotos contra a greve vão assegurar alguns voos além dos serviços mínimos.

"De pé." Foi esta a resposta do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC), quando questionado sobre a sua posição relativamente à manifestação que levou 300 trabalhadores da TAP a marchar contra a greve marcada para os primeiros dez dias de maio.

O SPAC mantém-se irredutível na sua decisão perante os apelos da administração da TAP, do governo e dos colegas. E garante que não estão marcadas mais negociações para encontrar uma alternativa à greve. Também a TAP confirmou que não há reuniões marcadas para uma tentativa de conciliação na véspera da paralisação que deverá afetar, a partir de amanhã, 300 mil passageiros. E que já terá levado um dos concorrentes à privatização a desistir da TAP. Mas nunca os trabalhadores da companhia aérea estiveram tão divididos.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.