Seguro critica UE "lenta" e defende eurobonds

O secretário-geral do PS criticou este sábado a lentidão da União Europeia, que "ainda não pôs em prática medidas apresentadas há três meses", e defendeu a criação de eurobonds.

"Temos uma União Europeia lenta", disse hoje o líder socialista no final da Convenção Autárquica que esteve a decorrer durante todo o dia em Gondomar.

Antecipando a cimeira de Bruxelas, considerou que a reunião em causa "é importante em termos de poder salvar a Grécia, mas é pouco".

É que as medidas anunciadas em Julho, e já aprovadas, não foram ainda postas em prática e, salientou Seguro, "não se pode esperar tanto tempo".

Além de defender que a União Europeia precisa de "um governo económico forte", o socialista considerou ainda que deviam ser já lançados os eurobonds.

"Porque é a que a Europa não faz isso? Porque é que o primeiro-ministro de Portugal deixou de defender essa posição?", questionou durante o seu discurso.

Para Seguro, "um país como o nosso não pode ter um primeiro-ministro que não seja capaz de defender, frente à chanceler Merkel, os interesses de Portugal e os eurobonds".