Samsung e Microsoft põem fim a disputa de patentes

A Samsung Electronics anunciou hoje o fim da disputa de patentes com a Microsoft em relação ao sistema operativo Android

As multinacionais Samsung Electronics e Microsoft decidiram pôr fim à sua disputa de patentes, anunciou hoje a empresa sul-coreana num breve comunicado em que não são dados detalhes sobre o acordo.

"A Samsung e a Microsoft têm o prazer de anunciar que puseram um ponto final na sua disputa contratual nos tribunais dos Estados Unidos, assim à arbitragem na Câmara de Comércio Internacional. Os termos do acordo são confidenciais", pode ler-se na nota da Samsung.

Em agosto do ano passado, a Microsoft denunciou o seu concorrente sul-coreano por ter quebrado um acordo sobre patentes subscrito pelos dois gigantes da tecnologia em 2011.

Esse acordo indicava que a Samsung se comprometia a pagar à Microsoft pelo uso das suas patentes aplicadas ao sistema operativo Android da Google para telefones inteligentes.

A empresa de Bill Gates pediu à justiça dos Estados Unidos que confirmasse a validade do pacto e reclamou uma indemnização devido ao facto de a Samsung se ter negado a efetuar os pagamentos depois da Microsoft adquirir a Nokia.

Em resposta, a empresa sul-coreana apresentou uma petição de arbitragem à Câmara de Comércio Internacional, com sede em Hong Kong.

Para a Samsung, a aquisição da Nokia por parte da Microsoft violou o acordo de licenças em 2011 e, por esse motivo, deixou de pagar à empresa norte-americana 6,9 milhões de dólares em juros.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Operação Marquês

Granadeiro chama 5.º mais rico do mundo para o defender

O quinto homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim Helú, é uma das 15 testemunhas que Henrique Granadeiro nomeou para serem ouvidas na fase de instrução do processo Marquês. Começa hoje a defesa do antigo líder da Portugal Telecom, que é acusado de ter recebido 24 milhões de euros do GES para beneficiar o grupo em vários negócios.