Preocupação com "contágio" da instabilidade política italiana

O ministro da Economia espanhol, Luis de Guindos, manifestou hoje preocupação pelo "contágio imediato" a Espanha causado pela instabilidade política italiana, que levou já a um aumento do risco da dívida espanhola.

"Quando surgem dúvidas sobre a estabilidade de um país próximo como Itália, que também se vê como vulnerável, sentimos um contágio imediato", disse De Guindos à RNE.

"A maior ajuda de que a Espanha precisa é que se eliminem as incertezas sobre o futuro do euro", disse o governante.

Para Luis de Guindos, eliminar os riscos e as dúvidas em torno ao euro tornaria "bem mais fácil" o acesso de Espanha aos mercados financeiros.

O anúncio de demissão do presidente do Governo italiano levou hoje o risco da dívida espanhola - medido pelo diferencial entre os títulos espanhóis e alemães a 10 anos - a aumentar 12 pontos para 428 pontos base.

Analistas atribuem diretamente à instabilidade em Itália o aumento do juro dos títulos espanhóis a 10 anos para 5,542%.

Ler mais

Exclusivos