Preço da gasolina vai subir e do gasóleo vai descer

O preço dos combustíveis deverá registar tendências opostas na próxima semana com o gasóleo a descer ligeiramente enquanto o preço da gasolina deverá regressar às subidas, acompanhando a evolução das cotações dos produtos petrolíferos.

Segundo avançou à Lusa fonte do setor, esta semana as cotações dos produtos petrolíferos apresentaram movimentos contrários: o gasóleo apresentou uma ligeira descida face à média da semana anterior, tendo a gasolina subido.

A evolução das cotações em euros aponta para uma nova descida no preço do gasóleo que deverá rondar meio cêntimo por litro e para uma subida que se deverá situar entre os dois e os três cêntimos por litro no preço da gasolina.

A desvalorização do euro durante a semana contribuiu para o agravamento das cotações da gasolina e atenuou o movimento de descida do gasóleo, em queda há cinco semanas consecutivas, refere a mesma fonte.

De acordo com dados da Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) relativos a 2.621 postos de abastecimento no continente, o preço médio do gasóleo na quinta-feira era de 1.416 euros por litro e o valor da unidade de gasolina 95 fixava-se em 1.597 euros.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Henrique Burnay

Falem do futuro

O euro, o Erasmus, a paz. De cada vez que alguém quer defender a importância da Europa, aparece esta trilogia. Poder atravessar a fronteira sem trocar de moeda, ter a oportunidade de passar seis meses a estudar no estrangeiro (há muito que já não é só na União Europeia) e - para os que ainda se lembram de que houve guerras - a memória de que vivemos o mais longo período sem conflitos no continente europeu. Normalmente dizem isto e esperam que seja suficiente para que a plateia reconheça a maravilha da construção europeia e, caso não esteja já convertida, se renda ao projeto europeu. Se estes argumentos não chegam, conforme o país, invocam os fundos europeus e as autoestradas, a expansão do mercado interno ou a democracia. E pronto, já está.