Patrões e sindicatos discutem salário mínimo

Confederações patronais e sindicais têm hoje encontros bilaterais marcados para discutir a atualização do Salário Mínimo Nacional (SMN), as portarias de extensão e a contratação coletiva.

A CGTP iniciou na quinta-feira uma ronda de contactos, a seu pedido, com as confederações patronais para "aprofundar aspetos relevantes e de interesse mútuo, no domínio social e económico".

Na primeira reunião, com a Confederação Empresarial de Portugal (CIP), a Intersindical propôs um entendimento formal para reclamar junto do Governo o aumento imediato do Salário Mínimo Nacional para os 515 euros e a publicação de portarias de extensão das convenções coletivas.

Para hoje de manhã está previsto idêntico encontro com a Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP).

A CCP convidou, entretanto, a UGT para uma reunião com o mesmo objetivo, que se realiza ao início da tarde de hoje.

Na manhã de hoje a UGT encontra-se com a CIP.

Este encontros bilaterais realizam-se depois de vários debates em sede de Concertação Social, sem resultados objetivos, sobre os mesmos temas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

adoção

Técnicos e juízes receiam ataques pelas suas decisões

É procurador no Tribunal de Cascais há 25 anos. Escolheu sempre a área de família e menores. Hoje ainda se choca com o facto de ser uma das áreas da sociedade em que não se investe muito, quer em meios quer em estratégia. Por isso, defende que ainda há situações em que o Estado deveria intervir, outras que deveriam mudar. Tudo pelo superior interesse da criança.