Passos em reunião europeia sobre desemprego jovem

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o ministro da Solidariedade, Pedro Mota Soares, participam hoje na segunda conferência europeia sobre emprego jovem, que terá lugar em Paris e contará com a presença dos principais líderes europeus.

Nesta conferência europeia no Palácio do Eliseu, na capital francesa, 24 chefes de Estado e Governo, e os presidentes da Comissão Europeia, do Conselho Europeu, do Parlamento Europeu e do Banco Europeu de Investimento deverão fazer uma avaliação dos compromissos alcançados a nível europeu e dos respetivos programas de apoio ao emprego.

Fonte do gabinete do primeiro-ministro disse à agência Lusa que o chefe do Governo português deverá sublinhar a necessidade "de alinhar os sistemas de educação e formação com o mercado de trabalho" para potenciar a integração dos jovens.

Segundo a mesma fonte, em 2013, no âmbito do programa "Impulso Jovem", assente em estágios profissionais, apoio à contratação, ao empreendedorismo e formação profissional, já foram abrangidos 77 mil jovens.

Em outubro, o ministro da Solidariedade, Pedro Mota Soares, anunciou que o novo programa europeu de apoio ao emprego jovem, o "Garantia Jovem", estará a funcionar no início de 2014.

A proposta da Comissão Europeia prevê a aplicação de seis a oito mil milhões de euros no apoio ao emprego jovem já em 2014 e 2015 e não, como inicialmente previsto, entre 2014 e 2020, apoiados por verbas suplementares do Fundo Social Europeu.

De acordo com dados da Comissão Europeia, em setembro havia 5,6 milhões de jovens desempregados no conjunto dos 28 países da União Europeia, com enormes diferenças entre alguns países, com a Alemanha a registar a taxa mais baixa (7,7%) e a Grécia a mais elevada (57,3% em julho).

Os últimos dados do Eurostat mostram que o desemprego jovem em Portugal se manteve nos 36,9% face a agosto, permanecendo como o sexto valor mais elevado na União Europeia, atrás da Grécia, Chipre, Croácia, Itália e Espanha.

Já o Instituto Nacional de Estatística revelou na semana passada que a taxa de desemprego jovem para o terceiro trimestre caiu para 36% (contra os 37,1% no trimestre anterior e os 39% no período homólogo).

Antes de participar nesta segunda conferência europeia sobre emprego jovem, Pedro Passos Coelho dará uma conferência de imprensa às 13:00 na residência do embaixador português em Paris, José Moraes Cabral.

Nesta deslocação à capital francesa, o primeiro-ministro estará acompanhado pelo ministro da Solidariedade, Pedro Mota Soares, e pelo secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Bruno Maçães.

No início de julho, o primeiro-ministro e o então ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, estiveram presentes na primeira conferência europeia sobre emprego jovem, em Berlim, que coincidiu com a demissão de Paulo Portas, atual vice-primeiro-ministro, do cargo de ministro dos Negócios Estrangeiros.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.