Governo não clarifica disponibilidade em negociar salário mínimo

O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, escusou-se hoje a tomar uma posição clara sobre se há disponibilidade do Executivo em levar às negociações com a 'troika' o aumento do salário mínimo nacional (SMN).

Numa declaração curta aos jornalistas à saída da reunião de Concertação Social, Álvaro Santos Pereira disse apenas que na próxima reunião (agendada para dia 3 de abril) irá ser discutido um texto sobre a revisão das políticas ativas de emprego.

Sobre o SMN, o ministro referiu que os parceiros "irão falar entre si" e que o Governo se comprometeu a atualizar nos próximos dois meses o relatório sobre o impacto de uma subida do salário mínimo na economia.

Questionado sobre se o Governo está disponível para levar esta questão às negociações com a 'troika' (Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu), o ministro optou por não responder, confirmando, conforme já tinham anteriormente avançado os parceiros sociais à saída da reunião, que não existe ainda uma posição clara do Executivo sobre esta matéria.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Benefícios fiscais para quê e para quem

São mais de 500 os benefícios fiscais existentes em Portugal. Esta é uma das conclusões do relatório do Grupo de Trabalho para o Estudo dos Benefícios Fiscais (GTEBF), tornado público na semana passada. O número impressiona por uma razão óbvia: um benefício fiscal é uma excepção às regras gerais sobre o pagamento de impostos. Meio milhar de casos soa mais a regra do que a excepção. Mas este é apenas um dos alertas que emergem do documento.

Premium

educação

O que há de fascinante na Matemática que os fez segui-la no ensino superior

Para Henrique e Rafael, os números chegaram antes das letras e, por isso, decidiram que era Matemática que seguiriam na universidade, como alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa. No dia em que milhares de alunos realizam o exame de Matemática A, estes jovens mostram como uma área com tão fracos resultados escolares pode, afinal, ser entusiasmante.