EDP reforça liderança no mercado livre de eletricidade

A EDP Comercial continua a liderar o mercado livre de eletricidade, quer em número de clientes, quer em consumos, revela o regulador da energia no seu relatório mensal publicado hoje.

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) refere que, em dezembro passado, "a EDP Comercial continuou como o principal operador no mercado livre, quer em número de clientes (cerca de 80% do total de clientes), quer em consumos (cerca de 42% dos fornecimentos no mercado liberalizado)", e acrescenta que consolidou a sua posição face a novembro "com aumentos de quota em cerca de 2,2% e 0,9%, respectivamente".

Em relação ao número de clientes de cada empresa, sublinha a ERSE, "não ocorreram grandes alterações nas quotas entre novembro e dezembro, sendo a maior variação a registada pela Endesa, com um decréscimo de 2 pontos percentuais, absorvida pela EDP".

As espanholas Iberdrola e a GN Fenosa, diz o regulador, viram diminuir a sua quota em 0,1 pontos percentuais cada, "ao contrário da Galp, cuja quota aumentou 0,1 pontos percentuais".

Relativamente ao último mês do ano passado e no que respeita a consumos abastecidos, houve as quebras de quota de mercado de 1 ponto percentual registadas pela Iberdrola (21,2%), de 0,2 ponto percentual pela GN Fenosa (4,6%)". Quem ficou a ganhar foi a EDP (42,1%), a Galp (3,6%) e a Endesa (23,6%).

No segmento de clientes domésticos, em que pela primeira vez se ultrapassaram um milhão de clientes, "há a registar uma nova perda de quota da Endesa (10,6%), em cerca de 1,6 p.p. que são captados na totalidade pela EDP, com 82,3% dos fornecimentos do segmento de clientes domésticos", indica a ERSE no relatório.

A Galp, que ganhou uma quota de 0,1 pontos percentuais, "passa a deter cerca 4,5% dos fornecimentos no segmento, seguida pela espanhola Iberdrola, com cerca de 2,4%", adianta o regulador e acrescenta que a evolução da empresa portuguesa liderada por Manuel Ferreira de Oliveira nos últimos meses "explicita uma aposta deste comercializador no segmento doméstico, através da oferta conjunta de gás natural e eletricidade, havendo já quatro comercializadores com quota de mercado superior a 1% no segmento de clientes domésticos e cinco com oferta concretizada".

Exclusivos

Premium

Clássico

Mais de 55 milhões de euros separam plantéis de Benfica e FC Porto

Em relação à época passada, os encarnados ultrapassaram os dragões no que diz respeito à avaliação do plantel. Bruno Lage tem à sua disposição um lote de jogadores avaliado em 310,7 milhões de euros, já Sérgio Conceição tem nas mãos um grupo que vale 255,5 milhões. Neste sábado, no Estádio da Luz, defrontam-se pela primeira vez esta temporada.