Inspecções às carteiras de crédito conhecidas amanhã

As necessidades adicionais de imparidades dos principais bancos a operar em Portugal serão divulgadas esta sexta-feira pelo Banco de Portugal, concluídas que estão as inspecções da 'troika' às carteiras de crédito das instituições bancárias.

Segundo fonte oficial da instituição liderada por Carlos Costa, o Banco de Portugal divulgará no seu 'site' na Internet os resultados agregados do setor bancário, enquanto cada banco informará sobre os seus resultados individuais. Os resultados serão conhecidos após o fecho do mercado (16:30). As inpeções que foram levadas a cabo às carteiras de crédito de oito instituições de crédito (Caixa Geral de Depósitos, BPI, BCP, BES, Santander Totta, Montepio Geral, Banif e Caixa de Crédito Agrícola) irão identificar as necessidades adicionais de imparidades de cada instituição, que terão de ser reforçadas.

Recentemente, numa audição no parlamento, o presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), António de Sousa, afirmou que um eventual recurso dos bancos ao fundo de recapitalização de 12 mil milhões de euros poderá ser necessário por três factores: a imposição de um desconto sobre a dívida soberana, a transferência dos fundos de pensões dos bancos privados para a Segurança Social e os resultados das revisões das carteiras de crédito.

Neste último ponto, o presidente da APB afirmou, no entanto, que o impacto deverá ser "marginal" mas também poderá influenciar. Em outubro, o presidente do BPI, Fernando Ulrich, afirmou que não espera surpresas nos resultados das inspeções da 'troika' "Não estou à espera que surja grande necessidade de imparidades por causa desse exercício, mas só conheço o BPI", afirmou. Em setembro, também o presidente do BCP, Santos Ferreira, tinha afirmado estar confiante que não seriam encontrados "grandes desvios entre o que existe e o que deveria existir".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG