Indústria: Novas encomendas desaceleram em Janeiro

As novas encomendas à industria desaceleraram em Fevereiro ao aumentarem 20 por cento em termos homólogos, quando em Janeiro tinham crescido 31,5 por cento (menos 11,5 pontos percentuais), revelam dados do INE hoje divulgados.

Para a desaceleração das novas encomendas recebidas pelas empresas industriais foram determinantes as encomendas para o mercado externo, que passaram de uma variação de 55 por cento em Janeiro para 29,5 por cento em Fevereiro, segundo o índice de Fevereiro das novas encomendas na indústria do Instituto Nacional de Estatística (INE).

No mercado nacional as encomendas à indústria registaram um aumento de 10,4 por cento em Fevereiro, quando no mês precedente tinham aumentado oito por cento.

Segundo o INE, o agrupamento Bens Intermédios determinou a desaceleração do índice total das novas encomendas na indústria, no entanto continuou a registar o contributo positivo mais intenso para a respectiva variação homóloga, de 13,1 pontos percentuais, resultante de um aumento de 28,6 por cento em Fevereiro, quando em Janeiro tinha aumentado 51,4 por cento.

O agrupamento de Bens de Consumo registou em Fevereiro uma diminuição de 1,8 por cento, quando no mês anterior tinha crescido 3,3 por cento, enquanto o agrupamento de Bens de Investimento obteve no mês em análise uma variação idêntica à de Janeiro deste ano, de mais 21,5 por cento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG