Governo "está em guerra contra o país", afirma Louçã

O líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, afirmou hoje que "os portugueses já ultrapassaram o limite da sua paciência" e que o Governo "está em guerra contra o país", precisando de ser demitido o quanto antes.

"Não podemos esperar mais tempo, a democracia, a República que é este povo na rua, tem de recuperar o país, romper com a "troika` e abrir caminho para um Governo de esquerda que vença a austeridade", declarou Francisco Louçã.

O dirigente do BE falava à agência na baixa lisboeta, onde se associou à manifestação nacional convocada pela central sindical CGTP-IN.

Milhares de pessoas de todo o país estão hoje à tarde concentradas na Praça do Comércio, em Lisboa, para protestarem contra o Governo e as medidas de auteridade.

Trabalhadores de todo o país participam na manifestação de hoje com o intuito de mostrar ao Governo o descontentamento dos portugueses perante as medidas de austeridade impostas e para defender novas políticas de desenvolvimento para o país.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG