Estado já pagou mais de 12 milhões em indemnizações

O secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro, afirmou hoje que o Estado pagou indemnizações a dois consórcios envolvidos no projeto de alta velocidade, o Elos e o Altavia.

"O consórcio Elos pediu 8.295.297 euros. Nós tínhamos parecer favorável da Inspeção-Geral das Finanças (IGF) para um valor superior a este. O valor pago foi 4.977.178 euros, que corresponde a 60% do valor pedido, e foi abaixo do que a IGF validou para ser pago", afirmou Sérgio Monteiro, na comissão parlamentar de inquérito às Parcerias Público-Privadas (PPP).

"O consórcio Altavia pediu 12.770.826 euros e o valor pago foi também de 60%: 7.246.696 euros, também abaixo do valor aceite pela IGF", acrescentou o governante.

No total, o Estado já pagou 12.223.874 euros em indemnizações.

Quanto ao consórcio Tave Tejo, Sérgio Monteiro indicou apenas qual o valor pedido: 10.600.000 euros, mas ainda não houve entendimento quanto a este montante.

A ELOS, a Altavia e a Tave Tejo eram os três consórcios responsáveis pela construção do projeto de alta velocidade em território nacional, que entretanto foi abandonado.

Exclusivos