Estado deve 40 milhões pela subsidiação dos passes

A dívida do Estado às empresas que transportes pela subsidiação dos passes para estudantes e idosos ascende a 40 milhões de euros, disse hoje o secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações.

"São 40 milhões de euros que temos hoje para pagar porque não foi pago um euro, nem aos operadores privados nem aos operadores públicos", afirmou Sérgio Monteiro, durante uma audição conjunta nas Comissões Parlamentares de Orçamento, Finanças e Administração Pública e Economia e Obras Públicas, em que acompanha o ministro da Economia.

O secretário de Estado respondia ao deputado do PCP Bruno Dias, que questionou os governantes sobre o fim dos descontos de 50 por cento nos passes dos jovens estudantes e dos idosos.

O deputado do PCP afirmou também que "os encerramentos e cortes de carreiras deixam a dívida das empresas públicas de transportes na mesma".

Bruno Dias trouxe ainda ao debate a decisão do Governo de baixar em 50 por cento as taxas que os operadores de telecomunicações pagam pela utilização do espectro radioeléctrico, afirmando ser uma "prenda de Natal antecipada oferecida à TMN, Vodafone e Optimus".

Já a deputada do Bloco de Esquerda (BE) Catarina Martins questionou o ministro sobre o número de despedimentos que a reestruturação das empresas públicas de transporte pode implicar.

Para responder, Álvaro Santos Pereira inverteu a questão e disse que "os postos de trabalho que se perderiam se não houvesse uma reestruturação do sector seriam todos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG