Emprego cai para mínimo de sempre com destruição de 100 mil empregos no primeiro trimestre

A economia portuguesa destruiu mais de 101 mil empregos no primeiro trimestre do ano, ou 5,2%, fazendo com que o emprego caísse para o nível mais baixo desde que há registo.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), no mesmo destaque onde estima uma recessão mais profunda no primeiro trimestre do ano (na ordem dos 4% do PIB), diz que o emprego caiu de 4.565,3 mil no quatro trimestre de 2012 para os 4.464,0 no primeiro trimestre deste ano.

Este é valor mais baixo desde que há registo nas estatísticas do INE, que datam do primeiro trimestre de 1995, altura em que existiriam 4.516,1 mil empregos na economia portuguesa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG