Economia portuguesa pode ser das mais competitivas do mundo, defende Passos

O primeiro-ministro aponta os recursos humanos, a segurança e o clima como vantagens do país.

O primeiro-ministro manifestou hoje a ambição de tornar a economia portuguesa numa das mais competitivas do mundo, apontando os recursos humanos, a segurança e o clima como vantagens de Portugal e relativizando a importância dos recursos naturais.

Pedro Passos Coelho já tinha defendido na semana passada, em visita ao Japão, que Portugal podia vir a ser "uma das nações mais competitivas do mundo", e hoje retomou esta ideia, no encerramento de uma conferência sobre o programa de fundos comunitários Portugal 2020, em Oeiras.

"Nós temos uma grande ambição, trabalhámos muito para a concretizar: É que Portugal, para além de ter um dos melhores serviços nacionais de saúde do mundo e de ter um nível de Estado social que nos coloca seguramente entre as nações mais desenvolvidas do mundo, possa também ser uma das economias mais competitivas, quer na Europa, quer no mundo", afirmou o chefe do executivo PSD/CDS-PP, sustentando que "não há nada que impeça isso".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG