Economia francesa deverá crescer "gradualmente" até 2015

A OCDE estima que o crescimento da economia francesa suba "gradualmente" nos próximos dois anos, beneficiando da consolidação orçamental e da melhoria das perspetivas económicas para a zona euro.

De acordo com as previsões económicas de outono divulgadas hoje pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), em França, o Produto Interno Bruto (PIB) deverá avançar dos 0,2% em 2013 para os 1% em 2014 e 1,6% em 2015.

A taxa de desemprego, de acordo com a análise, deverá estabilizar ligeiramente abaixo dos 11% até 2014 para, depois disso, começar a recuar moderadamente, com a OCDE a estimar no final de 2015 que a taxa se fixe nos 10,7%.

"As políticas de consolidação orçamental têm sido menos rígidas em 2013 face ao inicialmente planeado, mas a consolidação orçamental deverá reduzir-se mais em 2014 e 2015", refere a OCDE.

O organização aconselha que a França foque os seus esforços de consolidação na diminuição da despesa pública, nomeadamente cortando gastos "ineficientes" e "não prioritários".

Além disso, de acordo com a OCDE, o país deverá acelerar a implementação de uma série de reformas estruturais com vista a melhorar a capacidade produtiva de médio prazo, que suporte a consolidação e fortaleça a credibilidade das políticas orçamentais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG