Douro Azul paga totalidade do subsídio de Natal

A Douro Azul anunciou hoje que vai pagar o subsídio de Natal na totalidade aos seus funcionários, absorvendo a sobretaxa extraordinária decidida pelo Governo para acelerar o esforço de consolidação orçamental.

"A Douro Azul vai absorver o desconto imposto pela regra aplicável este ano ao 13.º mês, de modo a que os seus funcionários possam receber o subsídio de Natal na totalidade", anunciou hoje a empresa liderada por Mário Ferreira, reconhecendo que "assumirá os custos extraordinários com o 13.º mês para mais de uma centena de trabalhadores".

Em comunicado, a empresa de cruzeiros turístico no rio Douro rejeitou ainda seguir a sugestão da 'troika' relativamente ao alargamento ao sector privado das medidas de cortes salariais, realçando que "a medida é inadequada por não se poderem aplicar indiscriminadamente regras transversais a toda a economia".

"O tecido empresarial português não é a função pública. Cada empresário deverá fazer uma avaliação da sua própria empresa e decidir de acordo com essa avaliação", defendeu o empresário Mário Ferreira.

Segundo o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, o Estado prevê arrecadar 1.025 milhões de euros com a sobretaxa extraordinária: 840 milhões de euros este ano e 185 milhões de euros em 2012.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG