"Vamos corrigir algumas rendas na energia"

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que "algumas das rendas no sector energético" vão ser corrigidas, conforme está previsto no Programa do Governo e no Programa de Assistência Económica e Financeira a Portugal.

"No sector energético, nós vamos precisar, tal como está no memorando de entendimento, de corrigir algumas das rendas que o sector tem e, ao mesmo tempo, de resolver um problema de um défice tarifário que foi acumulado durante vários anos e que atinge quase dois mil milhões de euros nesta altura e que é preciso resolver até 2020", afirmou Passos Coelho.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG