Subida do SMN significa 32 euros por trabalhador no têxtil

Para o presidente da ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, João Costa, "o setor neste momento está em melhores condições para absorver a subida do salário mínimo nacional (SMN), tendo em conta que não tem muitos trabalhadores a receber o SMN, mas todas as categorias terão de subir. E esta subida representa 32 euros, em termos de efetivos, por trabalhador".

Apesar de admitir que a situação "não deverá causar muitas dificuldades às empresas", alerta: "É importante que não prejudique o emprego, porque o setor tentou minimizar a descida dos postos de trabalho, mas se os salários pressionarem, terá de reduzir [o emprego]".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG