Revisões do défice de 2014 atingiram 3,6 mil milhões

A meta do défice público poderá passar de 4 para 4,5% no próximo ano. Tudo em nome do esforço para evitar uma taxa sobre os pensionistas, em 2014, que valeria 430 milhões de receita.

Segundo a SIC, a ideia terá sido dada por Paulo Portas, ministro dos Negócios Estrangeiros, e imediatamente aceite por Passos Coelho, conforme ficou claro na intervenção do primeiro-ministro, anteontem, no Parlamento.

Ora, rever o défice em meio ponto significa na prática obter uma folga orçamental de aproximadamente 820 milhões de euros, tendo em conta o valor do PIB projetado para este ano, que cairá 2,3%, crescendo 0,6% em 2014.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG