Repor subsídios vai depender de "margem orçamental"

A reposição dos cortes nos subsídios e salários na Função Pública vai depender da "margem orçamental" que existir na altura, esclareceu hoje, durante uma visita à Ovibeja, o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho.

Há apenas uma "indicação técnica quanto ao nível da reposição", explicou, referindo-se aos 25% avançados por Vítor Gaspar. O primeiro-ministro foi questionado pelos jornalistas à margem da 29ª edição da Ovibeja.

De resto, nem mais uma linha acrescentou àquilo que foi hoje anunciado pelo ministro das Finanças durante a apresentação do Documento de Estratégia Orçamental.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG