Protesto obriga a fechar portas do ministério

Um grupo de manifestantes concentrado à frente do ministério das Finanças obrigou a polícia a fechar as portas do edifício. Desde manhã que dezenas se começaram a concentrar junto ao ministério para um plenário da Frente Comum, mas os ânimos exaltaram-se depois do discurso de Ana Avoila, coordenadora da Frente Comum.

A força policial foi reforçada e as portas do ministério fechadas. Na rua, dezenas de manifestantes entoam "Grândola Vila Morena"; "o Povo unido jamais será vencido"; "democracia sempre, fascismo nunca mais".

A Frente Comum estima que estejam em frente ao ministério entre 500 e 600 pessoas. Ana Avoila já entregou uma resolução que pede a demissão do governo.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG