Prejuízo pode ser invocado na mobilidade até 60 Km

O Governo suavizou os critérios da mobilidade geográfica e na última proposta enviada aos sindicatos regressa ao limite dos 60 quilómetros de distância, permitindo que mesmo nestes casos possa ser invocado o prejuízo sério, se o funcionário provar que não existem transportes públicos para se deslocar.

A invocação de prejuízo sério naquela situação e a menção expressa de que nos situações de mobilidade interna temporária há direito ao pagamento "por inteiro" das ajudas de custo são as principais alterações desta nova proposta, a que o Dinheiro Vivo teve acesso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG