Nova CES afecta mais 79 800 pensionistas

O governo já aprovou o Orçamento do Estado retificativo, onde propõe aumentar a Contribuição extraordinária de Solidariedade e descontos para ADSE como forma de contornar o chumbo do Palácio Ratton à convergência de pensões.

Como referiu esta tarde Maria Luís Albuquerque, no briefing do Conselho de Ministros, a decisão agora tomada passa por uma "recalibragem da CES" que, tal como já era esperado, se alarga a todos os pensionistas que recebam 1000 euros ou mais, contra o patamar de 1350 euros aplicado no ano passado. Ou seja, "alarga a base de incidência" para abranger mais portugueses.

Assim, "no total serão afectados mais 79 862 pensionistas, sendo deixados de fora 318 377 pensionistas", afirmou a ministra das Finanças, esclarecendo que os mapas que acompanham a alteração estão a ser terminados pelo Executivo. Pedro Mota Soares acrescentou ainda que "95% dos pensionistas da Segurança Social estão excluídos" da nova CES, acrescentando que anteriormente 3% dos pensionistas da SS pagavam esta taxa, valor que agora subiu para 5%.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG