Jerónimo Martins diz estarmos perante um novo imposto

O grupo Jerónimo Martins também contesta a nova taxa de segurança alimentar, aprovada hoje em Conselho de Ministros, cujos valores rondarão os 5 a 8 euros por metros quadrado por ano, a pagar pelos estabelecimentos com mais de 2000 m2, ou cadeias de lojas cujo acumulado seja superior a 6 mil m2.

Salvaguardando que o texto final do diploma ainda não é conhecido a Jerónimo Martins, afirmou ao Dinheiro Vivo entender, "estarmos mais perante um novo imposto do que perante uma taxa, na medida em que não nos parece existir um serviço efetivamente prestado aos operadores sobre os quais a mesma incidirá".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG