Irlanda não quis abrir "precedente" para todos

O ministro Irlandês das Finanças, Michael Noonan defendeu ontem, em Bruxelas, que a decisão de Dublin, de regressar aos mercados de financiamento, abdicando de um programa cautelar, não deve "abrir um precedente".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG