Reservas do Banco de Portugal perdem 4,6 mil milhões

As barras de ouro que estão guardadas nos cofres do Banco de Portugal valem hoje quase menos cinco mil milhões de euros que no início do ano. A razão é a queda a pique dos preços do metal amarelo nos mercados internacionais, com o ouro a perder brilho, fruto da especulação investidora de que a Reserva Federal (Fed) dos EUA anuncie o início do fim do programa de estímulos à maior economia do mundo.

Ler mais

Exclusivos