Portugueses abriram 4 mil lojas no Facebook até março

Até ao final de março, a plataforma de comércio social Facestore registou a abertura de 4 mil lojas em Portugal. Trata-se de um serviço que foi lançado há um ano e permite transformar uma página de Facebook numa loja online.

Segundo os dados da empresa para o primeiro trimestre, a maioria (60%) das lojas abertas pertence a empresas que "veem no Facebook a oportunidade de venderem os seus produtos na grande montra online", sendo o restante "particulares que seguem a tendência e veem no Facebook uma forma de combater o desemprego."

Além de mais lojas, as compras também subiram: o número de encomendas registadas na plataforma aumentou 40% no primeiro trimestre de 2014 (face ao trimestre anterior). O volume de negócios total atingiu 400 mil euros.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.